Arquitetura estratégica: mudança na fachada tem grande impacto no faturamento

Empreendimento comercial em BH teve acréscimo de 50% no tráfego depois de revitalização. Confira ainda dicas de como a arquitetura pode melhorar suas vendas.

Com pouca visibilidade entre as diversas edificações do bairro Buritis, o Shopping Paragem buscava estratégias para atrair o público e conquistar ainda mais clientes.  Mas como chamar atenção dos consumidores?  “Com o crescimento das construções em volta, o Paragem passou a ser apenas uma caixa branca no meio das demais edificações. Precisávamos nos diferenciar e para isso buscamos auxílio na arquitetura”, explica Weverton Luiz, sócio empreendedor do shopping.

Entre as principais mudanças, o empreendimento investiu na inovação de sua fachada e, assim obteve excelentes resultados. “O shopping teve um acréscimo de 50% de tráfego, além de atrair lojas mais conhecidas e franquias famosas, valorizando o conjunto comercial. A mudança, aliada a melhorias internas, trouxe um novo fôlego ao Paragem, gerando mais fluxo de clientes e interesse por parte de lojistas”, comenta Marcelo Mourão, sócio empreendedor do Paragem.

Responsável pelo novo projeto, o escritório Painel Arquitetos Associados utilizou da criatividade e inovação para revitalizar a fachada do mall com dois focos principais – dar mais notoriedade ao empreendimento com baixo custo. “Fizemos um diagnóstico inicial e percebemos que a fachada estava apagada da vista do dia-a-dia das pessoas, pois havia muito tempo que o empreendimento tinha as mesmas características e utilizava as mesmas cores. Quisemos trazer impacto, trabalhando com cores complementares, antes era o branco e o verde, e, agora, usamos o preto e laranja, causando novidade, para que os carros que passassem ali diariamente pudessem notar a diferença”, explica o arquiteto Henrique Hoffman.

A matéria-prima utilizada também foi outra diferencial já que a escolha proporcionou um investimento mais acessível. “Entendemos que a nobreza está na composição e na linguagem arquitetônica, ou seja, na harmonização, nas proporções, escalas, contrastes e diversos outros elementos que utilizamos neste projeto”, explica Hoffman. Ele conta que foram usadas placas cimentícias para tampar as partes de vidro, pintura e aplicações de cantoneiras metálicas de alumínio em toda a extensão da fachada.

A obra que durou 30 dias foi realizada durante o funcionamento contínuo do shopping. “Criamos um cronograma de obras que permitiu uma execução fácil e sem gerar impacto nas visitações. Foi um sucesso!”, lembra Hoffman.

O arquiteto especialista explica que a fachada de um empreendimento comercial tem a função de iniciar a experiência do usuário, é a porta de entrada, motivando segurança, conforto nas compras, para que quando ele seja convidado a entrar no empreendimento, aconteça a “mágica da venda” já que o espaço interno também é todo projetado para isso. “Seja no sentido físico e psicológico, vai servir como atitude de marketing, na tomada de decisão, de ação, do reforço da marca e principalmente, fazendo um convite para as pessoas entrarem na loja. Para shoppings, galerias, vitrines e lojas menores, existem milhares de estudos aprofundados nisso, inclusive temos arquitetura e design de vitrine, que já foi muito comum e hoje essa função está dilatada.”

Ele conta ainda que a revitalização de fachada é uma demanda muito solicitada para o escritório da Painel e tem um custo relativamente baixo levanto em conta os descontos e economias que é possível conseguir em uma solução criativa para o empreendimento.

A estratégia também segue a mesma lógica para o ambiente residencial, pois ela dita a imponência de uma casa e até reforça condições psicológicas e impressões externas como segurança, por exemplo. “Tudo depende do objetivo, eu posso ter uma arquitetura que reforce  uma imagem de residência majestosa  e nobre, como também posso trabalhar em uma minimalista, para que torne a casa mais simples, sem chamar muito a atenção. Desta forma, existem vários intuitos e diferentes tipos para se projetar, além de ser muito assertivo e valorizar muito a residência.”, encerra Henrique.

Dicas:

  1. O Objetivo da Arquitetura é oferecer uma experiência ao consumidor e não apenas um espaço arrumado e agradável para os clientes. Procure por profissionais experientes e especializados.
  2. O projeto arquitetônico começa com a experiência pela fachada do ambiente e podem ser percebidos em todas as áreas da empresa. Converse com seus clientes sobre o que o atraiu para entrar em sua loja ou empreendimento. O que ele viu primeiro? Quais pontos possuem vocação para chamar a atenção visual dos clientes?
  3. Pesquise e encontre arquitetos(as) especializados em projetos comerciais. Isso vai acelerar todo processo, porque são profissionais que conhecem normas e leis para projetos corporativos.
  4. Análises de performance de vendas e lucratividade podem ajudar a identificar quais produtos ou lojas merecem destaque.
  5. Leva em conta o formato do ambiente construído. O cliente costuma comportar-se de diferentes formas de acordo com o tamanho e a forma do ambiente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s