Lajes Comerciais proporcionam grandes horizontes para empresário

O roteiro perfeito das histórias de superação, sempre envolvem grandes sofrimentos e sacrifícios. Mas não são essas palavras que definem exatamente a trajetória de superação do consultor de imóveis, Mario de Almeida. Em seu caso, o sofrimento foi substituído por duras horas trabalhadas na profissão de sua paixão, e o sacrifício pelo tempo de experiência que foi trazido em seus 25 anos na área imobiliária.

Formado em direito e com MBA em Real Estate pela USP-POLI, Mario passou 25 anos de sua carreira, colhendo experiências no segmento de incorporadoras imobiliárias, passando por grandes empresas como Savoy, LOGCP (MRVLOG) e Fibra Experts, acumulando em algumas de suas trajetórias, até 18 horas trabalhadas por dia. Hoje, o arrojado consultor toca seus negócios de forma autônoma, e já fatura mais de um milhão de reais por ano.

“Durante os anos que passei pelas grandes empresas, aprendi muito sobre as peculiaridades e as necessidades do mercado. Tinha dias que chegava a trabalhar até 18 horas, mas que hoje sinto que me trouxeram excelentes frutos. Foi uma época que me deu muita bagagem para o serviço que eu ofereço e realizo nos dias de hoje”, explica Mario.

A partir daí o corretor explica que são diversos os fatores que influenciam na hora da realização dos negócios. “Começamos pela apresentação e a forma como vendemos o nosso serviço. É preciso incorporar as necessidades do cliente, e demonstrar conhecimento no que está sendo oferecido, cumprindo as exigências solicitadas e também trazendo soluções e inovações”.

Fruto do bom trabalho, enfim a colheita…

Passados oito meses de pandemia, Mario atingiu a impressionante marca de vinte e oito negócios fechados, chegando a faturar mais de 100 mil reais por mês. Seus maiores feitos neste ano, foi um negócio realizado com uma laje na Região da Berrini, de R$ 180.000,00, sacramentando sua boa média na profissão.

“É possível dizer que esse ano, por conta da pandemia, os números de negócios feitos diminuíram. Comparando ao ano passado, quando fechei quarenta negócios, o maior de R$ 230.000,00 na Av. Faria Lima, e o menor de R$ 15.000,00. Mas ainda temos boas perspectivas para esse ano, enxergamos uma tendência das empresas em se reposicionar”, reflete o consultor.

Neste ano, o menor negócio fechado por enquanto foi de R$ 28.000,00, o que fez que a média de faturamento por mês empresário se mantivesse muito parecida com a do ano passado, em torno dos cem mil reais ao mês.

Mas se engana quem pensa que o resultado final vem do nada, para atingir as metas, são realizados serviços personalizados, softwares e representações de inquilinos para que o atendimento seja diferenciado e o interesse, somado com a procura, seja ainda maior.

Com uma base de dados completa e atualizada, é possível atender às demandas das empresas em tempo recorde, que aliada ao briefing corretamente passado e compreendido, gera também uma otimização na realização dos negócios para as lajes corporativas e comerciais solicitadas pelas empresas.

“Nesse ramo é preciso estar sempre falando com as pessoas chave. Não será qualquer pessoa que poderá te ajudar a atingir as metas. Somada à experiência, é necessário estar sempre estudando o setor, analisando o público-alvo e agindo nas tomadas de decisão”, conclui Mario.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s