Construção finalizada, obra concluída: e a limpeza?

Acúmulo de cimento e concreto após obras podem ser facilmente removidos com o uso do produto correto

Casa nova, ambiente reformado, é uma das melhores sensações. Seja uma obra sendo realizada nos ambientes internos da casa, ou somente na fachada, sempre dá uma sensação de renovação. Mas, para o bem estar ser completo e aproveitar o momento, é necessária uma boa limpeza para eliminar todos os resíduos e sujeira que podem ter ficado nos cômodos ou na área externa.

Os resíduos da reforma podem conter pó de gesso, pó de tijolo e pó de cimento. Quando em contato com a água, esses materiais podem se transformar em uma pasta pegajosa, aumentando a dificuldade da limpeza. Ou seja: faça a faxina seca primeiro. Comece a limpar com água só depois de ter eliminado esses resíduos com uma vassoura ou aspirador de pó. 

E quando os resíduos de cimento e concreto são difíceis de retirar? Para o diretor técnico da Planville, Paulo Sérgio da Silva, os concretos incrustados nas obras exigem muito trabalho para a remoção, e muitos acabam utilizando ácidos agressivos para amolecer estas incrustações, no entanto acabam degradando o substrato. “Para evitar esse esforço e agressão, utilizamos um produto chamado GTR Eco, que além de não deixar sequelas ao substrato, “desmonta” as ligações cimentícias, sem corrosão e logo não imputam grau de risco a quem aplica e nem ao meio ambiente”, enfatiza.

Paulo explica que em obras novas, utiliza o produto GTR Eco na limpeza do substrato antes do chapisco de resíduos de concreto escorridos antes da limpeza mecânica. Já em retrofit de fachadas na remoção de rejuntes antigos e degradados, o produto é aplicado deixando agir por 20 minutos e em seguida é passado o jato fechado de hidro lavadoras. “Com isso removemos cerca de 1mm de camada por aplicação”, salienta. De acordo com o novo rejunte a ser aplicado, rebaixamos o rejuntamento velho. Por exemplo, para o rejunte acrílico precisa-se rebaixar 3mm. “Mecanicamente como é feito, agride as bordas das placas cerâmicas adjacentes, mas desta forma “híbrida” de GTR Eco + Jato de água, não causa nenhum dado”, enfatiza.

O GTR Eco faz parte do portfólio da indústria Nano4you. Como todos os produtos da indústria, é produzido a base de nanotecnologia, 90% biodegradável e ecológico. Segundo Fabiano Polak, diretor cientifico da Nano4you, o GTR age desagregando a argamassa e cimento por camadas, promovendo remoção progressiva, segura e sem impacto ao material. “Pode ser aplicado para remoção de concreto nos equipamentos de construção civil, como concreteiras, betoneiras e outros equipamentos, além de ser recomendado para superfícies delicadas como borrachas, vidros, metas, plásticos, pinturas”, finaliza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s