Paisagismo virtual

Pela primeira vez, totalmente virtual, a mostra Modernos e Eternos apresenta como a tecnologia também pode ser uma grande aliada do paisagismo

Adequar-se ao novo normal não é tarefa fácil, mas vamos nos adaptando e deixando cada vez mais prática a vida, durante e pós período pandêmico. Tudo teve de ser repensado e isso está presente nas construções, organizações e também nos eventos. A mostra Modernos e Eternos 2020, por exemplo, inovou totalmente ao disponibilizar este ano um tour digital pelos projetos criados para sua sétima edição.

Dentre os ambientes apresentados, destaca-se o Jardim das Embaúbas. O projeto, que tem entre 650 e 700m², foi idealizado pela paisagista Nãna Guimarães e buscou valorizar o uso de plantas nativas, o que é uma tendência e a principal essência do paisagismo sustentável.

Foram especificadas no projeto plantas típicas da Mata Atlântica, presentes em abundância na Serra do Curral/MG, provando assim como é possível fazer uma composição de um paisagismo mais ecológico, moderno e diferenciado. “A árvore Embaúba tem alta resistência ao sol intenso e ao solo pobre em nutrientes. A estética de suas folhas grandes e brilhantes unida a arquitetura curva de sua copa foram disponibilizadas na fachada da residência para chamar atenção e direcionar o olhar para a imponente edificação. É muito importante o uso de plantas típicas da região porque elas se desenvolvem bem naquele tipo de solo não exigindo, portanto, grandes manutenções. Não é raro a gente ver jardins que consomem mais água que a própria morada e isso não deveria acontecer”, explica Nãna. 


Abaixo das Embaúbas, a paisagista disponibilizou os Guaimbé Ondulatum. “Essa espécie tem umas das mais interessantes folhas da floresta Atlântica. Coloquei ela neste local para que possa se desenvolver no local que mais lhe agrada que é a meia-sombra. E para finalizar a composição, utilizei o Capim Rubro que ornamenta o jardim trazendo um pouco de cor e alegria ao projeto”, salienta a paisagista.

Sempre presente e participativa nas mostras presenciais, Nãna Guimarães não teve dificuldades em adaptar o projeto para o formato 100% online, já que o processo de criação do ambiente e a execução 3D foi bem similar ao que ela já realizava para os clientes. “Trabalhei de forma a deixar o jardim moderno o suficiente para conversar com este formato totalmente online e o projetei para ser imponente o bastante pra conversar com a arquitetura da casa”, encerra a paisagista.

O jardim está disponível para um Tour totalmente digital e online no site da Modernos Eternos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s