Venda de novos imóveis de grandes incorporadoras cresce, em média, 49,3% no primeiro trimestre do ano

Foto por 500photos.com em Pexels.com

As incorporadoras Tenda e Moura Dubeux anunciaram para o mercado que o primeiro trimestre deste ano foi o melhor trimestre de suas histórias na venda de novos imóveis. Ambas as empresas nunca venderam tantos imóveis em janeiro, fevereiro e março como nestes três primeiros meses de 2021, mesmo com a piora do cenário macroeconômico, da elevação da taxa básica de juros e do baixo ritmo de vacinação contra o coronavírus.

Os lançamentos da Tenda, por exemplo, cresceram, durante o mesmo período de 2020, nada menos do que 268,6%, as vendas brutas deram um salto de 50,2% e as líquidas de 60,1%. A incorporadora está vendendo mais e melhor, já que o preço médio por unidade subiu 3%, com aumento em todas as regiões metropolitanas onde a companhia atua. Por sua vez, a Moura Dubeux anunciou que suas vendas cresceram 247% no primeiro trimestre do ano, se comparado aos três primeiros meses do ano passado. O número de unidades vendidas pulou de 160 para 526, o que representa uma alta de 228%. 

A boa notícia é que não são apenas a Tenda e a Moura Dubeux que surfam no bom momento que o mercado imobiliário brasileiro vive. O jornal paulista valor Econômico fez um levantamento com 13 grandes incorporadoras brasileiras, que apresentaram ao mercado seus resultados operacionais prévios no primeiro trimestre do ano, e verificou que o crescimento nas vendas desse representativo grupo no período foi de 49,3%, ante o mesmo período de 2020. O VGV consolidado deste seleto grupo, por sua vez, cresceu 96,5%.

As incorporadoras citadas são: Cury Construtora e Incorporadora, Cyrela, Direcional Engenharia, Even Construtora e Incorporadora, JHSF, Lavvi, Melnick Even, Mitre Realty, Moura Dubeux, MRV, Plano&Plano, RNI Negócios Imobiliários e Tenda. É muito importante observar que os resultados foram excelentes, mesmo diante das medidas restritivas de circulação, que obrigaram o fechamento de estandes de vendas nos mais diversos municípios brasileiros. Aliás, a outra boa notícia é que o processo de digitalização destas empresas cresceu assustadoramente, permitindo os ótimos resultados alcançados.

As incorporadoras Cury, Direcional e Plano & Plano apresentaram recordes trimestrais de comercialização, e somente a MRV não registrou crescimento na venda de novos imóveis. A companhia anunciou uma queda de 3,2% nas vendas líquidas no primeiro trimestre deste ano. Ao jornal, o copresidente da companhia, Rafael Menin, explicou que a MRV voltou a acelerar o processo de venda garantia, cuja comercialização só é registrada quando o recebível do cliente é repassado para a Caixa Econômica Federal. Segundo ele, em janeiro os repasses foram, em suas palavras, “muito ruins”, mas as vendas estão crescendo desde então.

A rede de franqueados da Remax Brasil também apresentou neste primeiro trimestre do ano o melhor resultado em um trimestre de sua história. De janeiro a março, o VGV comercializado saltou 129%, as unidades em operação aumentaram em 25% e até o número de corretores precisou ser alterado, crescendo em 35% e chegando a 6.096 profissionais para atender a demanda crescente. Já a gigante QuintoAndar, que recentemente passou a vender imóveis, anunciou que nos últimos oito meses as vendas diárias cresceram 21 vezes, ou seja, 2000%. A startup garante que está fechando dez novos contratos por dia.

A indústria de materiais de construção civil, por sua vez, se aproveita deste bom momento. Também neste primeiro trimestre do ano, o faturamento dos fabricantes apresentou um crescimento real de 15,5%, se comparado ao mesmo período do ano passado, segundo estudo da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV).  Segundo a Abramat, o resultado é justificado pela comercialização direta para as construtoras e, ainda, pelas compras feitas pelo consumidor final para reforma de suas residências. A entidade se diz animada sobre as perspectivas para o ano e acredita que o setor poderá crescer 5% em 2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s